Google+ Badge

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

O ESTILO SCHWARZBIER SEGUNDO O BJCP

Por Letícia Souza Gomes e Artur Neves

O BJCP (Beer Judge Certification Program) define as diretrizes de estilo para cerveja. Nesse guia podemos encontrar todos os estilos conhecidos até hoje, analisando a cerveja sob todos os aspectos: cor, aroma, sabor, corpo, densidade, teor alcoólico e muito mais.

Schwarzbier (Black Beer)

Schwarzbier (Cerveja Preta)

Aroma: Malte baixo a moderado, com pouco dulçor no aroma e/ou notas de malte torrado frequentemente percebidos. O malte pode ser limpo e neutro ou rico e tipo Munique, podendo ter toques de caramelo. A torra pode ser tipo a do café, mas nunca queimado. Uma leve presença de lúpulos nobres é opcional. Perfil limpo de levedura lager (leve presença sulfurosa é permitida) sem ésteres frutados ou diacetil.

Aparência: Cor de marrom médio até bem escuro, frequentemente com reflexos de cor rubi ao granada, mas nunca totalmente preta. Muito limpida. Colarinho volumoso, persistente e com tons de bege.

Sabor: Sabor de malte leve a moderado, que pode ter um perfil limpo e neutro a uma intensidade rica, doce do tipo Munique. Sabores de malte torrado de leves a moderados podem fornecer um paladar de chocolate amargo que persiste no final, mas nunca com gosto de queimado. Amargor de médio-baixo a médio, que pode persistir no final. Sabor de lúpulos nobres de leve a moderado. Perfil limpo de lager sem ésteres frutados ou diacetil. O retrogosto tende a ficar lentamente seco e permanece, com amargor de lúpulo com um fundo complementar, mas bem sutil, de tostado. Algum dulçor residual é aceitável, mas não é obrigatório.

Sensação na Boca: Corpo de médio-leve a médio. Carbonatação de moderada a moderadamente alta. Suave. Sem adstringência ou aspereza, apesar do uso de maltes escuros e torrados.

Impressão Geral: Uma lager alemã que equilibra o sabor torrado, embora suave, dos maltes com o amargor moderado de lúpulos.

História: Uma especialidade regional do sul de Thuringen ao norte da Francônia, na Alemanha, e provavelmente uma variante do estilo Munich Dunkel.

Comentários: Em comparação com a Munich Dunkel, é normalmente de cor mais escura, mais seca no palato e com um perceptível (mas não forte) toque de malte torrado que equilibra a base de malte. Mesmo sendo chamadas às vezes de "Black Pils", estas cervejas raramente são tão escuras: não espere sabores fortes de torrado como nas porters.

Ingredientes: Malte Munique e Pilsen alemães para a base, complementados por uma pequena quantidade de maltes torrados (como o Carafa) para a cor mais escura e sabores leves de tostado. É preferível utilizar lúpulos nobres e levedura lager alemães.

Estatísticas: OG: 1,046 – 1,052

IBUs: 22 – 32 FG: 1,010 – 1,016

SRM: 17 – 30 ABV: 4,4 – 5,4%


CERVEJAS NACIONAIS:

·        Bamberg Schwarzbier

·        Petra Schwarzbier

·        Rofer Schwarzbier




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário