Google+ Badge

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

O BRASIL É A PRÓXIMA POTÊNCIA CERVEJEIRA

Por Letícia Souza Gomes e Artur Neves

Especialista norte-americano afirma que Brasil é a próxima potência cervejeira


Em entrevista à revista Draft Magazine, o mestre Garrett Oliver enalteceu a produção artesanal brasileira


A produção cervejeira artesanal do Brasil conquistou mais um importante reconhecimento internacional. Um dos maiores especialistas do mundo no assunto, o mestre Garrett Oliver, da Cervejaria Brooklyn, de Nova York, afirmou em uma entrevista à revista norte-americana Draft Magazine que o Brasil será destaque no cenário internacional nos próximos anos.

A publicação fala sobre as viagens de Oliver pelo mundo, e a expansão da Brooklyn fora dos Estados Unidos. Ao contar sobre importantes destinos cervejeiros, ele foi perguntado sobre qual novo lugar o mundo deveria ficar de olho. Para responder, Garrett não titubeou:

"Eu acho que o Brasil, pelos próximos 10 anos, possivelmente terá uma grande história em cerveja. Eles têm muitos ingredientes empolgantes. Nós fizemos uma grande colaboração ano passado com a Cervejaria Wals, de Belo Horizonte, chamada Saison de Caipira, que é feita com 15% de suco de cana de açucar. Nós mesmo cortamos a cana, esmagamos e jogamos no caldeirão, conferindo um sabor natural de cana. É algo que não podemos reproduzir em Nova York".

Além de elogiar o Brasil, Oliver ainda lembrou que Bruges, na Bélgica é um lugar que todo amante de cerveja deve conhecer.

Conquistas internacionais

Além do reconhecimento do mestre Garrett Oliver em uma publicação internacional, as cervejas brasileiras conquistaram outro importante marco recentemente. A Wals, lembrada por Oliver na entrevista, ganhou uma medalha de ouro e outra de prata na World Beer Cup, realizada no Colorado, em abril deste ano. O evento premia as melhores cervejas do planeta em cada categoria.A Wals levou o prêmio máximo com sua Dubbel. Na Copa Cervezas de America, em Temuco, no Chile, 15 cervejarias brasileiras ganharam medalhas no campeonato: 2Cabeças, Babel, Bamberg, Bierland, Bierbaum, Cervejaria Búzios, Cervejaria Cuesta, Colorado, DamaInvicta, ItajahyKaravelle, Providência, Therezópolis e Tupiniquim levaram 11 prêmios, sendo que a cervejaria gaúcha teve a sua Saison de Caju – cerveja colaborativa feita com Brian Strumke (Stillwater Artisanal) – eleita a melhor cerveja da competição, juntamente com a Colorado Vixnu.

FONTE: ALL BEERS
               CERVEJARIA WALS
               BEBENDO BEM

 

 

 


 
 
 

 
 
 
 





Nenhum comentário:

Postar um comentário