Google+ Badge

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

FESTA NA CERVEJARIA CORUJA - PORTO ALEGRE (RS)/FORQUILHINHA (SC)

Por Letícia Souza Gomes e Artur Neves

De cara nova, cervejaria festeja aniversário com lançamento de novas receitas, modelo exclusivo de garrafa e site reformulado


A Cerveja Coruja completa 10 anos de história na próxima sexta-feira, no dia 12 de setembro, com voos cada vez mais altos. Para celebrar a data, a cervejaria vai lançar um combo de surpresas em três dias de festa. Cerca de 120 convidados vão conhecer as novidades em primeira mão na noite de sexta-feira, no Solar Coruja, espaço cultural instalado em um casarão histórico do início do século XX. A programação continua no sábado, com um festa dentro da fábrica em Forquilhinha, no Sul de SC, e encerra no domingo com um festival de cerveja aberto ao público, também no QG da Coruja. As mudanças que serão apresentadas vão do frasco ao sabor: mais três cervejas especiais, site repaginado, ajuste na identidade visual da marca e novo modelo exclusivo de garrafa.
Os convidados da primeira noite terão o privilégio de degustar as novas receitas, que em breve chegam ao mercado nacional. Os empresários Rafael Rodrigues e os sócios Micael Eckert e Abrahão Paes Filho estão preparando uma noite especial, com retrospectiva e exposição dos rótulos. Para não estragar a surpresa e manter o tradicional mistério dessa ave noturna, Rafael solta apenas alguns detalhes para já dar água na boca: “Como uma ave migratória, que quer descobrir novos horizontes, nós resolvemos fazer algumas mudanças e padronizamos nossa marca para transmitir melhor a mensagem e os valores da Coruja nessa fase de expansão. Passamos de um projeto regional para um nacional. Estamos com distribuidores e bares parceiros em seis estados e com expectativa de chegar em novos mercados. Quando começamos, dez anos atrás, o público não estava acostumado com a diversidade. Hoje, o cenário é outro. As pessoas estão abertas às novas experiências e, por isso, lançamos três cervejas novas, em uma linha complementar da Coruja”.



As novas cervejas chegam para reforçar o portfólio de produtos diferenciados, ao lado das não-pasteurizadas Coruja Viva (Lager, 4,5% vol) e a Coruja Extra-Viva (Lager, 6,5% vol), que já são as queridinhas da casa, e a Otus (Lager, 4,5% vol), a Strix (Lager extra, 6,5% vol) e a Alba Weizen (Weizenbier, 5,5% vol). A premiada Weizenbock terá o rótulo repaginado.
A investida no mundo das artes fica por conta da já conhecida Linha Fora de Série, com as cervejas Baca, uma Amber Lager com toque de pitanga criada com o prof. Francisco Marshall do StudioClio, a Labareda, Lager apimentada elaborada em parceria com o músico Wander Wildner, e a Coice, uma Tribock formulada em colaboração com o artista plástico Caé Braga.



Presente para os convidados

Os sócios querem aproveitar o fim de semana entre os dias 12 e 14 de setembro para festejar com as pessoas que ajudaram a escrever a história da aniversariante.

“O momento é de celebração. O mercado aqueceu bastante nos últimos quatro anos no Brasil. Costumo falar que a gente não tem concorrente, temos colegas. O universo cervejeiro tem espaço para todo mundo. O mais importante é trazer informação cervejeira e formar público com produtos de qualidade, por isso comemoramos o nosso aniversário trazendo também cervejas de amigos”, conforme afirma Micael Eckert.

No sábado, a festa será entre os tanques de cerveja. Dois ônibus sairão de Porto Alegre e um de Florianópolis para o almoço típico alemão, com direito a dez tipos de Coruja e pocket show de Wander Wildner. Os convidados poderão ver de perto o processo de produção, desde a mistura dos ingredientes ao envase. O local tem limite de 300 pessoas.
Três chefs assinam o menu de domingo, a partir do meio-dia, no Solar Coruja, em Porto Alegre. O almoço aberto ao público terá um cardápio especial, com finger food destinados aos bravos bebedores. Serão dez tipos de Coruja e outras cervejas convidadas. A rádio web Putzgrila comandará o som com uma transmissão ao vivo da festa.



Nova cara

Para dar novos ares à marca, a empresa também apostou em ajustes no logotipo, novos rótulos e em garrafas exclusivas. O novo logotipo herda elementos da marca atual, especialmente seu DNA provocativo e sensorial, mas traz novos traços ao conjunto, que evocam também o lado contemporâneo. O olho da coruja ganha destaque, o redesenho do malte traduz a força dos ingredientes e a tipografia original rústica é trabalhada para dar espaço às texturas dos rótulos.

O arquiteto e artista plástico Guilherme Werle, que desenhou o rótulo da primeira Viva em conjunto com Micael e Rafael, traz novamente um estilo próprio para as três novas cervejas, numa fusão de elementos “caoticamente ordenados”.



Uma boa notícia para os fãs do design da garrafa âmbar. O frasco de remédio antigo com rótulo serigrafado no vidro continua nas Corujas de 1 litro. A novidade fica por conta de uma nova garrafa exclusiva de 500 ml fabricada pela Owens Illinois, que atende pela primeira vez uma microcervejaria no país, com projeto desenvolvido pela Coruja.

Mais interativo e dinâmico, o site também é repaginado e ganha outras funcionalidades, como o mapa de onde encontrar a Coruja em diversos pontos do país, blog com as informações mais quentes do universo cervejeiro, além da ficha técnica e sensorial dos produtos.


Histórico


A ave de comportamento noturno e de visão privilegiada serviu de inspiração para os arquitetos gaúchos Micael Eckert e Rafael Rodrigues. Entre croquis e botecos da Cidade Baixa, bairro boêmio de Porto Alegre (RS), os dois transformaram a sede por boas ideias em uma nova empresa, criando uma nova forma de fazer e beber cerveja.

Desde o seu primeiro pio, em 2004, a Cerveja Coruja já mostrou sua proposta diferenciada: ter um produto de boa qualidade e trazer novidade ao mercado. A ideia era oferecer experiências sensoriais, com aromas que provocam os sentidos e desafiam o olfato, paladar, visão e audição, por conta de seu estouro característico.

A pequena produção começou em parceria com a Gol Beer/Chope Maspe em Teutônia (RS), período em que o mercado de cervejas especiais ainda engatinhava no Brasil. Nessa época, apenas algumas dezenas de empresas atuavam no formato de microcervejaria no país. Por conta de sua proposta instigante, tanto na linguagem como no produto, a Coruja foi ganhando corpo, paralelo ao fortalecimento do setor no país.



A primogênita Coruja Viva já impressionava à primeira vista. A lager não-pasteurizada chegou envazada em uma garrafa vintage de 1 litro e rapidamente ganhou fama. Mais tarde, a família de produtos cresceu. Em 2007, foi a vez da Coruja Extra-Viva.
Em 2008, a Coruja ganhou uma casa oficial em Porto Alegre: A Toca da Coruja, na Gal. Lima e Silva, Cidade Baixa. Com uma chopeira de seis bicas em operação, o pub é uma opção certeira para degustar a linha da Coruja em barril – e outras opções de bons chopes artesanais convidados.

Há quatro anos passou a ser fabricada em Forquilhinha, na cervejaria Santa Catarina, onde dividem tanques e o espírito das boas cervejas. Foi neste período que a Coruja passou a desenvolver uma linha de produtos pasteurizados – Strix, Otus e Alba, o que facilitou a logística de distribuição. A produção saltou de 15 mil litros por mês para um volume médio de 60 mil.

Atualmente, a unidade industrial abastece distribuidores do Sul e do Sudeste do Brasil. A empresa atende bares, restaurantes e supermercados no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Desde o início de sua história, a empresa divulga movimentos artísticos e aposta no setor cultural, apoiando exposições, lançamentos de filmes, eventos de arquitetura, saraus e shows. Mas foi em novembro de 2013 que a mistura de prazeres cervejeiros e arte se concretizou com a inauguração do Solar Coruja, um espaço que funde arte, música, gastronomia e cerveja no coração do Centro Histórico de Porto Alegre. Instalado em um casarão de 1906 e tombado pela Secretaria Municipal da Cultura, o Solar se tornou um centro de convívio e de troca de ideias da comunidade cervejeira e artística. O local conta com um café, salas de exposição, área para eventos e espaço de brassagem acadêmica para o desenvolvimento de cervejas experimentais.

O lema “Beba com Sabedoria” não é apenas um slogan da empresa, ele é posto em prática em todas as suas criações. As receitas seguem um princípio básico: fórmulas originais, que não se enquadram nos estilos clássicos do BJCP (Beer Judge Certification Program). O espírito é de uma cerveja urbana, provocativa e inusitada, que bebe na tradição, mas sempre busca uma referência contemporânea.





Serviço

Festa na fábrica
O que vai rolar: visita à fábrica com degustação, almoço alemão e pocket show de Wander Wildner
Quando: Sábado, 13.09
Horário: das 12h as 18h
Onde: Av. 25 de Julho, 1303 – Vila Lourdes, Forquilhinha / SC
Quanto: R$ 90 para visita + R$ 60 para transporte
Porto Alegre: ônibus sai em frente ao Solar, às 9h30 e retorna às 18h.
Ingressos à venda no Solar Coruja e na Toca da Coruja.
> Os ingressos são limitados

Festivalito de Cervejas
O que vai rolar: Dez tipos de Coruja + cervejarias parceiras
Três chefs convidados e som com a rádio web Putzgrila
Quando: Domingo, 14.09
Horário: das 12h as 20h
Quanto: Entrada R$ 15
Onde: Solar da Coruja, Rua Riachuelo, 525, Porto Alegre
Contatos: Ana Paula ou Emanuel 51 3095-0525

[Cerveja Coruja - Assessoria de Imprensa]

Nenhum comentário:

Postar um comentário