Google+ Badge

quinta-feira, 24 de julho de 2014

A CERVEJA ARTESANAL E A SAÚDE

Por Letícia Souza Gomes e Artur Neves


A quantidade relativa usada na pesquisa é a medida de uma latinha para as mulheres (355 ml) e duas medidas para o homem (710 ml).

COMBATE À GRIPE
De acordo com os cientistas, o lúpulo presente na cerveja possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, capazes de inibir a multiplicação do vírus respiratório, contribuindo também para a prevenção da pneumonia.

 

EVITA CÁLCULO RENAL
A cerveja é diurética. De acordo com um estudo finlandês, a cerveja pode reduzir em 40% os riscos de desenvolver pedras nos rins. Mas é preciso beber com moderação para obter os benefícios. Em excesso, a cerveja pode ser responsável por agravar o quadro.

 
 


AJUDA A TRATAR DISTÚRBIOS DO SONO
De acordo com pesquisa da University of Extremadura, na Espanha, o efeito sedativo da cerveja pode ser ideal para o tratamento de insônia e distúrbios associados ao sono. O lúpulo presente na bebida aumenta a atividade do neurotransmissor GABA, substância que apresenta efeito sedativo e diminui a ação do sistema nervoso, preparando o organismo para um sono tranquilo.

 

PREVINE DOENÇAS CARDIOVASCULARES

 Um estudo holandês, publicado na revista científica The Lancet, constatou que pessoas que bebem cerveja regularmente apresentam taxas de vitamina B6 cerca de 30% mais altas quando comparadas a exames de outros que não costumam consumir a bebida. Quando os níveis são comparados a pessoas que bebem vinho com frequência, a concentração da vitamina chega a ser duas vezes mais elevada. A vitamina B6 é responsável por ajudar a eliminar a homocisteína, substância que, em excesso contribuir para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Pesquisa do Centro de Pesquisa Cardiovascular de Barcelona, na Espanha, ainda demonstrou que a cerveja possui efeito protetor do sistema cardiovascular, reduzindo a cicatriz no coração provocada por um infarto agudo do miocárdio.

 


 

AJUDA NO CONTROLE DO COLESTEROL
A cerveja, em especial a versão escura, conta com um grama de fibra solúvel a cada garrafa. As fibras são responsáveis por reduzir os níveis de colesterol LDL, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares.
 
 
 

AJUDA O SISTEMA IMUNOLÓGICO
De acordo com um estudo publicado na revista científica Annals of Nutrition and Metabolism, o consumo moderado de boa cerveja traz benefícios para o sistema imunológico, tornando o organismo mais resiste a algumas infecções. Os resultados da pesquisa apontaram que, após um mês, o consumo diário da medida de uma latinha de cerveja para mulheres e de duas medidas para homens é capaz de aumentar a concentração de células de defesa do sistema imune, elevando a produção de anticorpos.
 
 
 

AJUDA A TER OSSOS FORTES
Um estudo do Kings College, em Londres, comprovou que a boa cerveja pode beneficiar a saúde dos ossos e do tecido conjuntivo. O silício, presente na bebida, ajuda a melhorar a densidade óssea. Já segundo pesquisadores da Universidade da Califórnia, a substância, encontrada no grão da cevada, é mais abundante nas cervejas do tipo Ales e nas Lagers. Por outro lado, o processo de torra dos grãos de cevada reduz a concentração da substância nas cervejas escuras. As versões de trigo também apresentam taxas reduzidas de silício.

 
 

 
PREVINE O MAL DE ALZHEIMER
Um grupo de cientistas da Universidade de Loyola, nos Estados Unidos, revisou de 34 estudos que relacionam o consumo de álcool e problemas cognitivos, totalizando 365 mil voluntários analisados. Os resultados apontaram que aqueles que bebem uma boa cerveja moderadamente apresentam risco 23% menor de desenvolver Alzheimer e doenças semelhantes, quando comparados a pessoas que nunca consomem a bebida.
 

 
 
Beber uma cerveja artesanal, vagarosamente, na temperatura ideal, em boa companhia, apreciando seu aroma, seu sabor, sua cor, faz bem à mente, faz bem ao coração, faz bem à saúde física e emocional. Então, sáude!!!
 
 





Nenhum comentário:

Postar um comentário