Google+ Badge

quarta-feira, 16 de abril de 2014

ROTEIRO DAS CERVEJAS ARTESANAIS EM BELO HORIZONTE, MG

Por Letícia Souza Gomes e Artur Neves

Como já postamos anteriormente, muitas cervejarias artesanais no Brasil já estão abrindo as suas portas para a visitação de suas instalações e para conhecer de perto o processo de fabricação de suas cervejas artesanais. Algumas cervejarias, inclusive, oferecem cursos aos mais apaixonados pela cerveja artesanal. Já publicamos uma matéria do Jornal Zero Hora de Porto Alegre (RS) com sugestão de um roteiro de visitação às cervejarias  gaúchas. Na verdade, a matéria sugere que os interessados montem o seu próprio roteiro, de acordo com as suas possibilidades de tempo e indica as cervejarias artesanais que já recebem visitação e oferecem degustação de seus produtos. Procurem em postagens anteriores.

Agora chegou a vez dos mineiros, uai!!!  Segue a matéria divulgada pelo site de BH(www.belohorizonte.mg.gov.br/sala-de-imprensa):


O turismo cervejeiro na capital mineira e entorno vem crescendo à medida que o mercado de cervejas artesanais aquece.

A busca pelas cervejas artesanais está na pauta do turismo brasileiro. Belo Horizonte, que é reconhecida mundialmente como a capital brasileira dos bares, há alguns anos vem apostando também na fabricação desta bebida que incrementa e diversifica a oferta gastronômica da capital mineira.
O estado possui 30 fábricas de cerveja, das quais 24 são microcervejarias. Somam-se a elas, mais aproximadamente 180 produtores caseiros, aglutinados na associação Acerva Mineira.

Em Belo Horizonte, a mais antiga microcervejaria da cidade, a Krug Bier, no bairro São Pedro, aberta em 1997, fabrica seis tipos de chopp e cinco rótulos da cerveja Áustria. Atualmente, são mais de 2,2 milhões de litros produzidos por ano, e distribuídos em 140 pontos de venda da Grande BH. Outra cervejaria famosa na capital, a Wäls, já foi eleita a “cervejaria do ano” no concurso sul americano South Beer Cup. Falke Bier e Backer também são nomes conhecidos na capital mineira.

A difusão da cultura cervejeira demanda que as fábricas tenham estrutura para recebimento de visitantes e a cidade já oferece roteiros estruturados de visitação turística às cervejarias.
De acordo com o presidente da Belotur, Mauro Werkema, o Pólo das Cervejas Artesanais integra mais uma opção de fomento ao turismo e à economia da capital mineira.  E a produção das cervejas se enquadra nessa categoria. A meta é incentivar o turista a conhecer a culinária da  cidade, apreciar o modo de produção e os sabores dessa bebida que tanto agrada ao turista.
Em uma parceria da Belotur com a Associação Brasileira dos Agentes de Viagens (ABAV-MG) um roteiro turístico já está sendo comercializado e à disposição do público apreciador da bebida.  A empresa Libertas Receptivo oferece o Tour de Cervejas Artesanais
e o Beer Tour –roteiros turísticos em Belo Horizonte e entorno que exploram todas as possibilidades da cerveja artesanal, levando o visitante às microcervejarias da capital e região e também aos bares e lojas especializadas.


Ocupando, hoje, o segundo lugar em produção de cervejas artesanais do país, Minas Gerais já produz 55 dos 120 estilos existentes no mundo. Segundo Cristiano Lamego, superintendente executivo do Sindicato das Indústrias de Cerveja e Bebidas em geral do Estado de Minas Gerais – SindBebidas - as cervejarias mineiras estão se destacando porque oferecem ao mercado uma grande variedade de estilos de cerveja.
 
 

Há dois anos, Rodrigo Lemos faz roteiros mensais e visita as principais cervejarias de Belo Horizonte e região como forma de atender a essa demanda, que vem crescendo à medida que o mercado de cervejas artesanais se aquece. “As cervejarias estão começando a se preparar melhor para receber um fluxo de turistas crescente, que deve atingir seu auge em 2014, na Copa do Mundo”.

Lemos também foi o organizador do Beer Tour, primeira iniciativa de turismo cervejeiro em Belo Horizonte, em 2011. Segundo ele as cervejarias de Belo Horizonte já receberam vários prêmios em conceituados concursos internacionais de cerveja. “Elas produzem vários estilos de cerveja, de inspiração belga, alemã, inglesa e americana, que são as quatro grandes escolas cervejeiras mundiais”. 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário