Google+ Badge

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

MONDIAL DE LA BIÈRE RIO 2015: O QUE ROLOU

Por Letícia Souza Gomes e Artur Neves




E acabou mais uma edição do Mondial de La Bière Rio... E podemos dizer que esse realmente vai deixar saudades!!! A terceira edição do evento no Rio aconteceu no Pier Mauá e foi acertadíssima a escolha do lugar! Dois amplos armazéns serviram de casa para cervejarias e seu público se encontrarem, trocarem informações e, é claro, beber excelentes rótulos, além de conhecer os lançamentos.  Fomos na sexta e no sábado e aproveitamos muito! Muitas cervejarias agraciaram seus consumidores apaixonados, enchendo o copo sem se preocupar com os 200ml!!! 







O difícil era escolher dentre tantas opções maravilhosas... Para harmonizar, o que não faltava era opção de boas comidas: de hambúrguer, sanduíche de porco, bolinho de feijoada, batata frita, empanada e até mexilhão a milanesa, entre outras opções. Em cada cervejaria visitada, o prazer de ser bem recebido, de ser orientado em relação aos rótulos disponíveis, de conversar com o público consumidor. As equipes das cervejarias estão de parabéns!














E quanto às premiações? Muito rótulo nacional sendo premiado e reconhecido pelo público! O MBeer Contest, concurso realizado pela primeira vez no Brasil para eleger a melhor cerveja  do Mondial de La Bière, evento que também fez sua estreia no Rio, apresentou um resultado raro, o empate entre duas cervejas brasileiras, agraciadas com a medalha de platina, a mais alta distinção do festival. Colorado Ithaca Oak Aged, produzida em Ribeirão Preto; e a mineira Wäls Petroleum, foram as vencedoras. Curiosamente, o resultado eleva as duas cervejas a mais um degrau no ranking mundial, já que no último concurso do Mondial, em Mulhouse (França), ambas foram agraciadas com medalhas de ouro. Coruja Labareda, da cervejaria de Porto Alegre; Nostradamus Dortmund, de Amparo (SP); Invicta Imperial IPA, produzida em Ribeirão Preto (SP); e Noi Nera, a única do Estado do Rio, produzida em Niterói, também voltam para casa com medalhas de ouro.





















O resultado foi anunciado na sexta-feira, 15/11, pela curadora do festival internacional, Cilene Saorin, após decisão do júri, composto por três brasileiros - Kátia Jorge, Tataiana Spojis e Gustavo Miranda - e quatro convidados estrangeiros – Serge Noel, coordenador do concurso, os italianos Teo Musso e Giovani Campari, que divulgam a cultura cervejeira na terra do vinho; e o inglês Tony Forder, representantes da maior publicação norte-americana sobre cerveja. E nós estávamos lá!!! Parabéns a todas as cervejarias nacionais premiadas!!! Vocês arrebentam!!!





Para ver o quadro de medalhas, acesse o link do evento:

Os lançamentos também foram aprovadíssimos! Beertoon, Therezópolis, Tupiniquim, Invicta, Bodebrown, Noi, Madalena, Brassaria Ampolis e tantos outros que perdemos a conta kkkk.

Não podemos deixar de mencionar o transporte gratuito do Metrô da Cinelândia até o evento! Funcionou muito bem, tanto na chegada ao evento como na saída! Mais um ponto para a organização do evento!!!

Agora é só esperar 2016...

ACESSE TAMBÉM AS NOSSAS PÁGINAS NO FACEBOOK E NO INSTAGRAM E CURTA!!!

                                        www.facebook.com/CervejasArtesanaisdoBrasil

                                                      @cervejasartesanaisdobrasil






Nenhum comentário:

Postar um comentário